21
Mar
50 anos desde que a trissomia 21 foi descoberta. A Associação Portuguesa de Portadores da doença nasceu há 12 anos.

Na altura, o organismo tinha o objectivo claro de mudar a forma como os portugueses encaravam as pessoas com deficiência e melhorar a integração das crianças com trissomia 21.

Agora, Miguel Palha, mostra-se satisfeito com a taxa de inclusão de crianças até aos 10 anos - a rondar os 100%. O fundador da associação aponta como nova prioridade a integração das pessoas com trissomia 21 no mercado de trabalho.

Esta notícia já foi consultada 1452 vezes
 
Publicidade