9
Out
 
Vestuário adaptado assinala Dia Mundial da Artrite
 
Liberdade de Movimentos: Começa hoje votação online! …

Doentes com artrite reumatóide desfilaram ontem, nas instalações da Roche, na Amadora, os seis projectos finalistas do concurso de design de moda “Liberdade de Movimentos”, organizado pela Roche, com o apoio da Associação Nacional de Doentes com Artrite Reumatóide (ANDAR) , da Liga Portuguesa Contra as Doenças Reumáticas (LPCDR), do Centro Português de Design (CPD) e do estilistaJoão Rôlo.

Os projectos finalistas, seleccionados pelo júri do concurso de entre mais de 30 candidaturas, estão disponíveis, desde o dia de hoje até 07 de Novembro, para votação online através do site .

Ao projecto seleccionado online, pelo público, será atribuída uma bolsa de estudo no valor de 1.500Euros e ao projecto seleccionado pelo júri será atribuída uma bolsa de estudo no valor de 2.500Euros.

A iniciativa visa assinalar o Dia Mundial da Artrite (celebrado a 12 de Outubro) e incentivar os jovens estudantes a criarem vestuário adaptado aos cerca de 40 mil portugueses que sofrem de artrite reumatóide, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida destes doentes.

Estilistas e modelos

Para o Dr. António Alberto Rodrigues, Director-Geral da Roche, “Esta iniciativa tem para nós um valor importante na luta contra a Artrite Reumatóide, assinalando o nosso empenho e o investimento diário de seis milhões de euros na investigação de tratamento para as cerca de 40 mil pessoas que, em Portugal, sofrem com esta doença.” O responsável máximo da Roche lembrou ainda a importância de que “a este esforço se juntassem as Autoridades de Saúde na disponibilização mais rápida de novos tratamentos, para podermos levar mais esperança e qualidade de vida aos doentes com artrite reumatóide.”

Vote no projecto vencedor em



Projectos:

Projecto “Adapt” da autoria de Melissa Monteiro - Universidade Lusíada do Porto

Para o projecto “Adapt” foi idealizado um casaco que ajude o acto de vestir e proporcione conforto. Para os punhos foi desenhada uma aplicação que funciona como um botão mas permite substituir a funcionalidade das mãos. Agarrando os botões e puxando, o casaco abre (no interior com aplicações em velcro). Todo o casaco é leve, com tecidos suaves para ajudar as pessoas na sua utilização. As calças propostas para formar o conjunto são largas, os bolsos foram trabalhados (abertura maior e mais larga que o normal) para serem bastante funcionais para todo o tipo de pessoas. Na zona do fecho/botão tem exactamente a mesma aplicação que o casaco.

Adapt

Projecto “Enigma”da autoria de Carina Duarte - Faculdade de Arquitectura de Lisboa

O projecto “Enigma” traduz-se em peças de aspecto clean mas duro, de certa forma gráfico e obscuro, em tons duros e puros, mistura materiais naturais, crus e artificiais. Desenvolveu-se primordialmente no encontro de soluções práticas e versáteis, sem nunca comprometer o estilo. Coordenado composto por peças clássicas com um twist interessante e actual que podem sem coordenadas com uma enorme variedade de peças através da criação de um layering minimalista, e fazer parte de um guarda-roupa versátil, actual, com estilo sem nunca comprometer as necessidades especiais. A particularidade desta colecção de homem passa pela forma como os abotoamentos e fechos são trabalhados.

Enigma

[B]Projecto “Espírito Livre”[/B] da autoria de António Almeida - CIVEC – Centro de Formação Profissional da Indústria de Vestuário e Confecção

O projecto “Espírito Livre” cria algo que seja estético e ao mesmo tempo funcional, pois uns dos principais problemas estão a nível dos ossos e articulações. Das pesquisas de formas, tendo em conta certos pormenores como tipo de mangas, texturas e silhuetas, surgiu a ideia de brincar com peças como o quimono, tecidos leves com algum estampado. Esta doença afecta uma faixa etária cada vez mais nova e o coordenado, composto por duas peças, é uma proposta para mulheres jovens transpondo a vivacidade à doença. Os matérias a usar são felpa e jersey. O uso de botões só de forma decorativa ímanes de vários tamanhos ou colchetes grandes são alguns aviamentos a usar neste projecto a palete de cor será mais uma mistura de cores secas saturadas.

Espírito Livre


[B]Projecto Lawless[/B] da autoria de Isabel Correia - Universidade Lusíada do Porto

Lawless é um conjunto que se adapta ao gosto da pessoa, pois permite que o utilizador jogue com as tiras que apertam o casaco, podendo colocá-las na ordem que desejar ou então retirá-las, isto porque são suportadas por botões que lhes permitem um efeito rotativo de modo a que o utilizador as cole com a parte de velcro (lado do gancho) a qualquer ponto do tecido, estando presente assim a inexistência de regras. O conjunto é também integrado por uma camisola em que permite alargar o orifício da cabeça e umas calças de trespasso.

Lawless

[B]Projecto “Simple Being”[/B] da autoria de Sofia Oliveira - Faculdade de Arquitectura de Lisboa

“Simple Being” consiste num fato de senhora com sistema de abotoamento alternativo (recurso a velcro e molas íman) com formas folgadas, mais cómodas, que resguarda as alterações do corpo. Um coordenado simples, adequado a uma ocasião formal, que pode ser produzido industrialmente e cujo consumo pelo seu design não se limita a um grupo restrito.

Simple Being

[B]Projecto “Vestir Com Autonomia”[/B] da autoria de Andreia Pereira - Faculdade de Arquitectura de Lisboa

“Vestir Com Autonomia” é um conjunto de Outono/Inverno. A silhueta contrastante da gabardina é inovadora ao permitir os movimentos devido aos abaloados e, demarca a cintura conferindo uma silhueta feminina. A camisa fluida e de crepe apresenta-se como sendo confortável e, os seu decote redondo alonga o pescoço que, por vezes, parece curto devido aos ombros serem afectados pela doença. Os ímanes inovam e são de fácil abotoamento, devido à sua força magnética. Desabotoam-se facilmente, com um leve puxar, mas não existe o risco de se desabotoarem durante o uso. As calças “pata de elefante”, com a sua amplitude concedem mobilidade quando vestidas, mas também, para haver facilidade no acto de vestir. O velcro que acompanha o cós e a braguilha permite o fácil abotoar e desabotoar de forma rápida e eficaz sem grandes complicações.

Vestir com Autonomia


Publicado por:
(colaboradora permanente do ajudas.pt)
Esta notícia já foi consultada 2071 vezes
 
Publicidade