30
Mai
Ondjiva – Mil e 680 pessoas portadoras de deficiência na província do Cunene beneficiam do Programa de Apoio Social implementado pela direcção da Assistência e Reinserção Social (Minars), no Cunene, com o objectivo de promover o auto sustento e sua inserção na sociedade.

Em declaração hoje, segunda-feira, à Angop, a directora do Minars na região, Tiberia Ndanhakukwa Hamuse, disse que este exercício abrange portadores de deficiência quer seja física e visual dos seis municípios da província, propiciando a estes meios de subsistência.

O programa de carácter contínuo, cuja sua execução acontece desde 2010, contempla a entrega de moto táxi, kits de mecânico auto, corte e costura e ferramentas de ofícios técnico profissional.

Sublinhou que consta ainda do plano a constituição de pequenas unidades produtivas, como sapatarias, alfaiatarias e moagens, bem como a promoção de formação técnica profissional para aqueles sem domínio de um ofício.

Disse que este programa visa elevar a qualidade de vida deste segmento da sociedade, mas não de forma permanente, acima de tudo como meios para que os mesmos deixem a condição de vulneráveis.

Tiberia Hamuse informou que neste projecto consta igualmente a promoção do registo civil dos portadores de deficiência e seus dependentes, de maneira a facilitar a sua inclusão no sistema normal de ensino e a realização de outras actividades.

Vinte e dois mil e 652 pessoas na condição de necessitados foram assistidas pela direcção da Assistência e Reinserção Social no Cunene em 2010.
Esta notícia já foi consultada 2470 vezes
 
Publicidade