21
Jun
O Programa Operacional Potencial Humano (POPH) já apoiou 277 projetos de novos equipamentos sociais onde serão investidos 226 milhões de euros para criar 9.578 lugares para idosos e pessoas com deficiência, disse hoje o seu gestor.

Rui Fiolhais, que hoje apresentou o balanço de três anos e meio de atividade do POPH, avançou à agência Lusa que se trata de uma resposta de terceira geração para a rede social do Estado, depois do PARES (Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais).

O investimento total nos equipamentos já aprovados é de 226 milhões de euros e a participação pública ronda 150 milhões de euros. />
O POPH vigora até 2013, mas a execução dos projetos apoiados prolonga-se até 2015.

As entidades que prestam este tipo de serviços sociais também podem ter o apoio do POPH para melhorarem a qualidade da sua atividade e a certificarem através do programa Arquimedes.

O gestor do POPH avançou que já foram aprovados 22 projetos de 171 entidades no âmbito do Arquimedes.

O programa Arquimedes visa introduzir os mecanismos de garantia da qualidade no sistema de prestação de serviços sociais relativos às deficiências e incapacidades, através da capacitação e certificação das entidades que nele intervêm.
Esta notícia já foi consultada 2341 vezes
 
Publicidade