5
Mai
 
No Brasil, o Estado cria 327 vagas de emprego para pessoas com deficiência
 
Estado oferece 327 vagas de emprego para pessoas com deficiência

Desde sua implantação em 1995, o Padef inseriu mais de 13,5 mil pessoas com deficiência no mercado de trabalho

O Programa de Apoio à Pessoa com Deficiência (Padef), coordenado pela Secretaria de Estado do Emprego, oferece nesta semana 327 oportunidades de emprego. As vagas estão distribuídas entre Capital (220), Grande São Paulo (96), regiões de Ribeirão Preto (5) e Vale do Paraíba (2). Os destaques são: repositor de mercadorias, monitor de vídeo, auxiliar de linha de produção e atendente de lojas.

Desde sua implantação em 1995, o Padef inseriu mais de 13,5 mil pessoas com deficiência no mercado de trabalho. Para os trabalhadores, o programa oferece avaliação de perfil profissional, orientação quanto ao laudo médico e as exigências do mercado de trabalho, encaminhamento para cursos e/ou vagas disponíveis, emissão de carteira de trabalho e habilitação do seguro-desemprego, e divulgação de oportunidades de emprego.

Aos empregadores, o Padef oferece pré-seleção e encaminhamento de candidatos, salas para processos seletivos, orientação para análise de funções e palestras de sensibilização.

Como participar

Para ter acesso às vagas, as pessoas com deficiência e empregadores devem se cadastrar no site do programa. O cadastro também pode ser feito em um dos 251 Postos de Atendimento ao Trabalhador (PATs), Poupatempo ou na sede do Padef (Rua Boa Vista, 170 – 1º Andar – Bloco 4 – Centro – São Paulo). O horário de funcionamento na sede é das 8h às 16h, de segunda a sexta-feira.

Os documentos necessários para os candidatos às vagas de emprego são: RG, CPF, PIS (quando tiver), carteira de trabalho, laudo médico com o Código Internacional de Doenças (CID) e Audiometria (no caso de deficiência auditiva). Para o empregador, é preciso CNPJ, Razão Social, endereço e nome do solicitante da vaga.
Esta notícia já foi consultada 22987 vezes
 
Publicidade